Indicação de Bibliografia 03/04/2017

Conforme falado no programa A REPÚBLICA segue lista de algumas obras sobre Espiritismo-Socialismo:

BUKHARIN, N. Tratado de Materialismo histórico. Centro do Livro Brasileiro, s/d.
COLOMBO, Cleusa Beraldi. Idéias Sociais Espíritas. São Paulo, Comenius, 1998.
DENIS, Léon. Socialismo e Espiritismo. Matão, O Clarim, 1987.
HOLZMANN NETTO, Jacob. Espiritismo e Marxismo. Campinas, Edições Fagulha, 1970.
INCONTRI, Dora. Pedagogia Espírita, um projeto brasileiro e suas raízes. Bragança Paulista, Comenius, 2004.
INCONTRI, Dora. Pesztalozzi, Educação e Ética. São Paulo, Scipione, 1996.
KARDEC, Allan. Le Livre des Esprits, Paris, Dervy-Livres, 1972.
LAVIGNE, Eusínio & PRADO, Sousa do. Os espíritas e as questões sociais. Niterói, Editora Renovação Ltda, 1955.
MARIÑO, Cosme. Concepto espiritista del socialismo. Buenos Aires, Victor Hugo, 1960.
MARIOTTI, Humberto. Parapsicologia e Materialismo Histórico. São Paulo, Edicel, 1983.
PIRES, J. Herculano. O Reino. São Paulo, Edicel, 1967.
PORTEIRO, Manuel S. Espiritismo Dialéctico. Buenos Aires, Victor Hugo, 1960.
RIVAIL, Hippolyte Léon Denizard. Textos Pedagógicos. São Paulo, Comenius, 2000.

23 de abril de 2017

1 responses on "Indicação de Bibliografia 03/04/2017"

  1. Sr. loriel, sou espírita e não entendi esta correlação que está sendo feita entre Espiritismo e Socialismo. Poderia por favor elucidar ? Allan Kardec gostava do método de Pestallozi, mas não há mais nada além disso. Não entendi a citação nesta relação de livros de “O livros dos espíritos”, aonde no máximo talvez se encontre alguma citação a Pestallozi e também a citação do livro do Tratado do Materialismo Histórico. O Espiritismo, naturalmente é espiritualista. É verdade que no meio espírita podem ser encontradas pessoas simpatizantes do socialismo, o que aparentemente aconteceu comigo recentemente, para a minha decepção, mas isso pode acontecer em qualquer corrente religiosa. Aliás acredito que acontece justamente o contrário, tendo em vista de o Espiritismo não ser materialista e que acreditamos que as pessoas pelo menos até certo ponto escolhem em que condições querem nascer, inclusive nascer pobres, o que combateria a idéia esquerdista de opressores e oprimidos, e a ênfase em desigualdade social do socialismo, o que para mim já é uma grande besteira, visto que os países aonde há maior desigualdade social são os países do 1o mundo, devida à quantidade de pessoas bilionárias e trilionárias. Mas é justamente nos países de 1o mundo que os pobres têm mais poder aquisitivo, o que demonstra que desigualdade social não é relevante, mas o poder aquisitivo é que é importante.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

topo
X