O GOLPE DA TURQUIA E O MILENARISMO ISLÂMICO

O post abaixo foi escrito em 16 de Julho de 2016 e faz referência a Escatologia islâmica e portuguesa sob a perspectiva da Cultura Simbólica. Anexo duas imagens: 1) a imagem do ENCOBERTO/MESSIAS Português identificado como El Rei Dom Sebastião (mas na história de Portugal há outros Reis Messias). O ENCOBERTO é um personagem misto de Messias e de Imperador que traria a Portugal um futuro glorioso: uma única fé e um poderio universal. A vinda deste Monarca submeterá o ISLAM. Estas revelações e espera no Retorno de Dom Sebastião são de cariz prospectivo e profético; 2) o livro O ENCOBERTO MAOMETANO OU MOHAIDIN REDIVIVO, de José Freire de Monterroio Mascarenhas, Instituto Mukharajj Edições. A obra discorre sobre as características do ENCOBERTO do ISLAM sob a perspectiva Sunita e Xiita. O exemplar encontra-se a venda na loja virtual do IMUB.

Nestes tempos de destruição do Ocidente projeto propalado pelo Califado Islâmico urge, mais do que nunca, conhecer a profética lusa que vaticinava que chegaria essa Hora e que Portugal desempenharia papel de relevo na defesa e salvaguarda da cristandade. O tema do ENCOBERTO PORTUGUÊS foi escamoteado e proibido no Brasil, ocultado pela Casa de Bragança e por setores da igreja. As razões são várias e arbitrárias. De modo algum o ENCOBERTO PORTUGUÊS assume os ares tradicionais dos Messianismos recorrentes. Dentro da profética portuguesa Nossa Senhora da Conceição é personagem igualmente central no desenrolar deste drama.

Enquanto o Ocidente dormia o Islam agia a todo vapor colocando em marcha seu MESSIAS, sua ESCATALOGIA e sua PROFÉTICA contra o Ocidente. O Golpe da Turquia insere-se nesse cenário vasto e profundo da instalação do Califado Mundial.

“O Ocidente secularizado e bestializado pela falsa força do falso império da lei dos homens, implantado com o terror da e na Revolução Francesa, transformou, gradativamente, o Ocidente num deserto de espiritualidade e transcêndencia. Tudo é linear, plano, inclusive as interpretações dos acontecimentos. Tudo que a lei humana não explica, não existe. Assim, os Ocidentais ao matarem Deus, CREEM, numa espécie de delírio coletivo acadêmico, que os Orientais também mataram seu Deus e seus Profetas.

A tradição profética portuguesa guarda, como os Orientais, os signais dos Profetas, de Deus e do advento de seu retorno. Parte dessa tradição veneranda e milenar trata do tema do ENCOBERTO, nunca devidamente compreendido na figura simbólica de D. Sebastião, que prepara conscientemente, sua “morte” na Batalha de Alcácer Kibir no Marrocos nas mãos dos muçulmanos. Um curioso cenário, consoante o Mito de Ourique, onde a Santa Cruz e Cristo aparecem a D. Afonso Henriques, sagrando Portugal até a décima sexta geração após o rei, portanto, segundo a regência do número 17. O valor secreto do 17 e seus múltiplos carrega virtudes aritmológicas na gnose islâmica e cristã. Platão, Plutarco, Raymond Abellio, Jâbir ibn Hayyân (célebre alquimista), para citar apenas alguns, falaram sobre a EPILOGÍSTICA.

O golpe da Turquia faz parte da EPILOGÍSTICA do retorno do ENCOBERTO MAOMETANO OU MOHAIDIN REDIVIVO.
O Islam (submissão absoluta à vontade de Deus) preocupa-se, desde os seus primórdios, com a eminência da HORA ( o Fim dos Tempos), isto porque a profetologia islâmica reproduz nos seus traços gerais a Cristologia Ebionita, paraclética, herdada da comunidade judaica-cristã primitiva.

Maomé autodenomina-se o MESTRE DA HORA, embora não fixe qualquer data precisa para o evento que acomoda-se aos caracteres soteriológicos característicos do milenarismo, o qual advoga uma salvação: COLETIVA, TERRESTRE, IMINENTE, TOTAL E MILAGROSA. Desde Maomé, a JIHAD CONTRA o Ocidente Cristão vem sendo conduzida sistematica e continuamente por mais de 1400 anos para fazer cumprir o advento do ENCOBERTO MAOMETANO OU MOHAIDIN REDIVIVO. Junto com eles, na destruição do Ocidente, o projeto EURASIANO (Russo-Chinês) que advoga para si outra espécie de ENCOBERTO.

Quanto à isso, as Profecias de Fátima em 1917, já haviam advertido seriamente sobre os perigos que a RÚSSIA traria para o mundo caso não fosse CONSAGRADA AO SAGRADO CORAÇÃO DE MARIA, que outra figura não é senão NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO, a VIRGEM DO Ó, a MULHER COROADA COM AS 12 ESTRELAS DO APOCALIPSE, Senhora Padroeira de Portugal e do Brasil. Portugal, desde D. Afonso Henriques, desde Bandarra, desde D. Sebastião, desde Nossa Senhora da Conceição, desde Fernando Pessoa advertem sobre o ENCOBERTO cristão e Muculmano.

Mas, quem acredita em PROFECIAS? O Ocidente está morto pelas mãos da apostasia da Igreja, pelos mãos dos crimes cometidos desde os impetrados pelos filósofos, cientistas, políticos, pelos inimigos do Ocidente, etc. Depois da morte, há o RENASCIMENTO. NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO, é o fulcro da Salvação pairando como Coluna Axiológica do pecado original e da redenção pelo sacrifício cruento.”

“O QUE É PRÓPRIO DA ESSÊNCIA DO OCULTO É O APARECER”

 

23 de fevereiro de 2017

0 responses on "O GOLPE DA TURQUIA E O MILENARISMO ISLÂMICO"

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

topo
X