O PAPEL DE LULA NO CONTROLE DA ESQUERDA

Carlos Vereza (2006) no programa Jô Soares afirma uma verdade insofismável: “O Lula é uma cria da USP, das Comunidades Eclesiais de Base e do Gen. Golbery do Couto e Silva”. Confirma um dado importantíssimo: que o Lula dividiu a esquerda que estava voltando do exílio e que tinha combatido (corretamente) o problema histórico da militarização da política. O projeto do Golbery era criar um partido político de esquerda (fake, portanto) que “controlasse” a verdadeira esquerda para os militares. Foi, precisamente isso que o PT fez: congregou ao redor de si todas as esquerdas e suas vertentes.

Sim, esse fato específico de COMBATE à MILITARIZAÇÂO DA POLÍTICA foi feito por certos setores da esquerda e da direita (Lacerda, JK, Jango- todos “mortos” misteriosamente no período de 1 ano), é, talvez, uma contribuição valiosa desses setores. Pois bem, com a criação do PT, essas frentes foram “neutralizadas”, já que Lula, seguindo o projeto desenhado por Golbery, “unificou” ao redor do PT toda a esquerda. No governo do PT, tanto os militares quanto os banqueiros foram altamente privilegiados.

Não é sem razão que Golbery, Emílio Odebrecht, e José Neumane falam que Lula é um cara de “direita”, nunca foi de esquerda. Quem quiser refletir sobre essa declaração bombástica que o faça. O simples fato de Lula ter sido o agente que foi colocado para CONTROLAR a esquerda e todas as suas variantes, mostra que a dita “polarização política” que ocupou a história da nova República pós 1985 é uma FARSA, farsa controlada.

O que se viu com a criminalização do PT (e merecida) é que todas as variantes de esquerda que foram congregadas ao redor do PT foram lançadas no limbo político junto com ele, pois, essas vertentes participaram sim do projeto de poder do PT, não em sua totalidade e deixaram de mão a defesa de suas pautas clássicas, bem como, o combate da militarização da política, um dos problemas históricos nas graves do Brasil. Um dos “efeitos colaterais” da desmoralização da esquerda, foi o ressurgimento e a ressignificação simbólica do “militarismo político de direita”, de modo que o símbolo de “direita pura” que combate políticos corruptos recaiu novamente no colo dos militares políticos que tem um projeto de poder político, seguindo as diretrizes da Doutrina de Segurança Nacional.

Agora, o cenário político e histórico nacional passa da antiga polarização PT X PSDB para PT X olavo-bolsonarismo.

A fraude continua, e por trás dela, O PROJETO MILITAR e dos BANCOS (da BANCA e do CONSÓRCIO).

Carlos Vereza no programa de Jô Soares em 2006.

Link do vídeo em um canal do Youtube, cujo conteúdo não subescrevemos: https://www.youtube.com/watch?v=PzzbyvEfXsg

10 de abril de 2020

0 responses on "O PAPEL DE LULA NO CONTROLE DA ESQUERDA"

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

topo
X