• IMUB

AVISO A CERTOS EMISSÁRIOS DO “BEM”

Está na moda no Brasil grupos de interesses específicos me cobrarem posição à favor da causa deles, claro. Todos alegam que se eu estivesse à favor da causa deles estaria fazendo meu serviço em prol do Brasil e como não estou, nada faço. Dentre esses grupos estão indivíduos específicos auto-intitulados: conservadores, direitistas, cristãos, impichimistas, bolsonaristas, monarquistas, intervencionistas.

Presumo que essa gente tenha noção limitada do que seja servir ao pais. Portanto, notifico que a equipe luso-brasileira a qual pertenço trabalha ininterruptamente a mais 40 anos produzindo uma biblioteca mastodôntica focada na História e Cultura Luso-Brasileira cujo trabalho deixará como herança uma vastíssima fonte documental primária aos povos falantes de língua portuguesa; além disso, temos uma política de compartilhamento de Conhecimento doando livros, fazendo programas de rádio que são aulas , disponibilizando cursos gratuítos na internet, fazendo eventos nacionais e internacionais gratuítos, promovendo roteiros turísticos que existem em pleno funcionamento há mais de 20 anos em Portugal, etc. Nossa média de publicação anual alcança a cifra de 40 livros por ano. Como presumo que não sabem fazer conta, explico que o ano tem 12 meses. Portanto, produzimos uma média de quase 4 livros por mês, ou seja, um livro a cada semana. Livro de verdade. NENHUM pesquisador ou centro de pesquisa no mundo tem essa produção.

Nossas obras, no mínimo, servirão para que as gerações futuras tenham acesso a documentos de viés não esquerdista, portanto, fontes não comprometidas com as ignorâncias e as omissões. Como o Brasil terá de ser refundado precisará, creio eu, de LIVROS para reconstruir sua História e sua Cultura. Para muitos de vocês certamente, ALTA CULTURA é irrelevante. Pretendem construir um pais de analfabetos uma vez que julgam que livros são dispensáveis. Cada um contribui com o que pode e quer, consoante a sua consciência e o seu campo de visão.

O que nós produzimos por ano vocês levariam umas 20 vidas para produzir. E se acham que é pouco, façam como Dilma Rousseff: quando alcançarem a meta dobrem a meta.

Outro ponto, nós não servimos a grupos específicos (nem pagando), e JAMAIS serviremos. Não temos patrão exatamente para ter liberdade de pesquisa sem que ela tenha de atender aos interesses escusos de certas falanges. Jamais deixamos de atender a qualquer pessoa que entrou em contato conosco e, de modo educado. Não posamos de cristãos beatíssimos ou de conservadores benevolentes e patriotas. Há uma distância abissal entre o DISCURSO e a PRÁTICA, diferenças essas que lhes escapam ao Entendimento. Quem gosta de rótulo sem conteúdo é refrigerante.

Segundo ponto, as reiteradas provocações públicas e privadas não me arrastará para o lamaçal onde vocês vivem e comprazem em viver. Para nós, as mídias sociais devem servir à CULTURA e não aos egos indomados que precisam de apoio clínico. Como são tolos e cegos presumem que todos o sejam. No entanto, aviso que se a ignorância atrevida subir muito o tom, saberemos buscar a Justiça com a mesma tenacidade com que produzimos livros, cursos, e eventos.

Nós servimos à Alta Cultura Luso-Afro-Brasileira. Vocês servem a quem?

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O PAPEL DE LULA NO CONTROLE DA ESQUERDA

Carlos Vereza (2006) no programa Jô Soares afirma uma verdade insofismável: “O Lula é uma cria da USP, das Comunidades Eclesiais de Base e do Gen. Golbery do Couto e Silva”. Confirma um dado important

A MAÇONARIA NO CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO DE 1917

A Maçonaria, lançada oficialmente, em 1717 nasce com uma tripla missão: derrubar a relação entre o Trono e o Altar e implantar a República Maçônica Universal.  Tal missão, em suma, visava simplesmente