• IMUB

ESTUDOS DE SIMBÓLICA APLICADA À PSICOLOGIA DE MASSAS

Doravante compartilharei posts cujas imagens e/ou mensagens façam referência estrita à: Isomorfismos, padrões de comportamento autocráticos, indicadores simbólicos de autocratização sócio-cultural, idéias-implante para controle de massas, guerra cultural, guerra híbrida, princípios de regulação e indução autocrático de conduta sócio-cultural, a guerra política como estratégia de manipulação de massa, a ideologia política, religiosa e cultural como comportamento estatizante, política identitária, micro-relações revolucionárias militares que preparam um “tempo alternativo”, mística revolucionária, utopias e distopias.

Portanto, cada post terá somente 1 título-conceito seguido de 1 imagem correspondente, sem nenhuma explicação do conceito em si.

A lista acima contém sinais de estratégias e técnicas autocráticos de manipulação de massa, utilizados por agentes diversos (que vão da política à religião,) disseminados dentro das mídias sociais cujo objetivo é alterar, ruturar o tecido sócio-cultural para o controlar, impondo uma nova “dinâmica organizadora” da sociedade, da cultura, da política, do comportamento, etc que atenda à um controle silêncioso da população levado à cabo por Estados, organizações e empresas.

De tempos em tempos, reunirei as imagens para compor uma espécie de “álbum iconográfico de autocracia” na forma de artigo que será disponibilizado no meu perfil do site do Medium.

Segue o primeiro, de POLÍTICA IDENTITÁRIA.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Carlos Vereza (2006) no programa Jô Soares afirma uma verdade insofismável: “O Lula é uma cria da USP, das Comunidades Eclesiais de Base e do Gen. Golbery do Couto e Silva”. Confirma um dado important

A Maçonaria, lançada oficialmente, em 1717 nasce com uma tripla missão: derrubar a relação entre o Trono e o Altar e implantar a República Maçônica Universal.  Tal missão, em suma, visava simplesmente