• IMUB

IMPORTÂNCIA DA CULTURA SIMBÓLICA NA ALTA CULTURA

Resposto e explico que Alta Cultura é um feito próprio dos Intelectuais genuínos onde os intelectuais orgânicos estão, por definição e essência, excluídos.

IMPORTÂNCIA DA CULTURA SIMBÓLICA NA ALTA CULTURA

Se ao falarmos em CULTURA pensássemos em CULTIVO muitas violências e ignorâncias seriam evitadas. Há 2 tipos de CULTIVO: o do CORPO e do ESPÍRITO/ALMA. Por conseguinte, a CULTURA ( a ALTA CULTURA) é o Cultivo Simultâneo do Corpo e do Espírito, mas, não como opostos polares, emblema por excelência das oposições máximas e irredutíveis, mas, sim como opostos polares complementares. “Os opostos polares complementares não são apenas as extremidades de uma escala, mas as matrizes de uma harmonia […] Entre esses dois planos, separados por muitos “mundos”, deve haver necessariamente muitas transições e atenuações” (Olavo de Carvalho). Esses dois planos (do Corpo e do Espírito) estão conectados por “cima”, podem estar em “analogia”.

Na Simbólica das Tradições Espirituais um símbolo não tem jamais o mesmo significado quando considerado em planos diferentes de realidade, por exemplo, o coração do homem e o coração do Sagrado Coração de Maria. O que estabelece a analogia é o fato de ambos os entes (o coração) estarem ligados a um mesmo princípio. Assim, entre o Corpo e o Espírito há muitos “mundos” e é preciso, portanto, analogias para subir da percepção sensível ( Corpo) à apreensão da essência espiritual (Espírito), ou seja, ir do visível ao invisível, ir da Natureza à Graça e, vice-versa. A escada das analogias é uma espécie de Escada de Jacó, nos degraus do Paraíso de Dante, transitando em todas as Hierarquias do Conhecimento Espiritual.

A CULTURA SIMBÓLICA, por meio das analogias, visa transpor esse hiato de oposição polar para atingir um Conhecimento vivido e concreto do universal. O SÍMBOLO é o elo perdido entre o mundo dos sentidos e os conceitos universais. A CULTURA SIMBÓLICA ao iniciar investigações de Solve et Coagula, ou seja, pela alternância alto-baixo (materializada na fórmula alquímica “A Materialização do Espírito e a Espiritualização da Matéria”), universal-particular , realiza em modo constante a subida e a descida das analogias da Escada de Jacó e ela constitui TODO o objetivo da educação espiritual, sendo portanto, fundamental e substancialmente, uma DISCIPLINA DA ALMA.

Assim, uma CULTURA que não eduque o Corpo e o Espírito os fazendo relacionar e interagir por meio das analogias é um simulacro de cultura. Eis o que se chama “cultura de massa”, onde desaparece o Ser Humano com toda a fenomenalidade que o envolve em dialética simbólica com o Cosmos. Eis a cultura atual do Brasil, materialista, por essência, mas, já de uma matéria vazia de sentido, uma vez que o próprio conceito de matéria só faz sentido à luz do Espírito, e vice-versa.

ALTA CULTURA é a vida intelectual superior de um país, o patrimônio mais valioso de uma nação (Olavo de Carvalho). Inexiste ALTA CULTURA sem CULTURA SIMBÓLICA. CULTURA SIMBÓLICA é uma DISCIPLINA DA ALMA, fala em Corpo e em Alma, de Corpo e de Alma.

“Com símbolos, expressamos o que não poderíamos fazer de outro modo, porque, com êle, transmitimos o intransmissível”. (Mário Ferreira dos Santos)

46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O PAPEL DE LULA NO CONTROLE DA ESQUERDA

Carlos Vereza (2006) no programa Jô Soares afirma uma verdade insofismável: “O Lula é uma cria da USP, das Comunidades Eclesiais de Base e do Gen. Golbery do Couto e Silva”. Confirma um dado important

A MAÇONARIA NO CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO DE 1917

A Maçonaria, lançada oficialmente, em 1717 nasce com uma tripla missão: derrubar a relação entre o Trono e o Altar e implantar a República Maçônica Universal.  Tal missão, em suma, visava simplesmente