• IMUB

O DESCOBRIMENTO DO BRASIL FAZIA PARTE DO PROJETO TEMPLÁRIO. O BRASIL NUNCA FOI COLÓNIA DE PORTUGAL


Estudar a história do Brasil a partir da história de Portugal tendo como marco o ano de 1500 é a forma mais estúpida de preservar e manter mentiras incontáveis. Portugal é o país mais antigo da Europa, fundado no século XII. Quanto a isso, concerne considerar que já há milênios antes da fundação por D. Afonso Henriques e antiga Lusitânia era habitada por povos específicos cuja organização e hierarquia vieram em auxílio de D. Afonso Henriques na consolidação do Reino de Portugal. Assim, Portugal nasce de um pacto entre o monarca e antigos Lusitanos cujo rito será celebrado na ACLAMAÇÃO do rei de Portugal, que, segundo Mattoso lembra (e muito) ritos celtas. Para além disso, a formação e sustentação do Reino de Portugal assenta-se em 2 Poderes: a Nobreza Civil e Militar e a Ordem do Templo. O próprio desenvolvimento das Armas de Portugal comprovam isso. Vide o vídeo que postamos da conferência “O sentido revelado dos símbolos geométricos de Portugal” de Luis Elye:

Já existem Templários antes de Portugal assentados na Península Ibérica. Por sua vez, a Ordem do Templo NÃO É uma Ordem Católica como tem se querido propagar. Há manobras monásticas concretas oriundas da Ordem de Cluny e de Cister (em razão do chamado Projeto Teocrático Universal de Cluny e de Cister) para cooptar membros daquela que seria a Ordem do Templo, resultando em absoluto fracasso. Portanto, as bibliografias que intentam forjar a versão de que a Ordem do Templo é oriunda de uma intencionalidade prévia da Igreja de Roma são fraudulentas. Evidentemente o projeto Sinárquico da Ordem do Templo tinha muitos pontos de contatos com a teocracia que os cluniacenses haviam concebido como meta a alcançar pela Igreja, mas, os seguramente se afastava dela. Jerusalém e não Roma sempre foi a meta de conquista tanto da Ordem do Templo quanto da Ordem de Cristo, bem como, da Coroa Portuguesa.

Bastam alguns exemplos para ver a profundidade do falseamento da história: 1) Dos 9 Cavaleiros Fundadores da Ordem do Templo, 2 eram portugueses e outros 2 eram Espanhois.; 2) NENHUM dos 9 Templários fundadores se encontravam na conquista de Jerusalém e todos chegaram a Palestina quando a Cruzada, de fato, já havia terminado; 3) Uma vez “aprovada” a Regra Templária, os Templários surgem como moscas por toda a Europa; 4) O inusitado elogio de Bernardo de Claraval em seu “De laude novae militiae” louvando as virtudes templárias que ainda NÃO haviam sido demonstradas e dando como estabelecido seu papel de protetores indiscutíveis dos interesses da Igreja e defensores da cristandade; 5) As 2 sedes da Ordem do Templo na Europa ficavam em Portugal.

O Brasil, por BULA PAPAL pertence a Ordem do Templo e não a Coroa Portuguesa.

“A expansão portuguesa não foi, nem fruto do acaso, nem um feito político da Coroa ou de cortesãos esforçados, antes a missão de uma Ordem iniciática” (Manuel J. Gandra)

Para entender melhor o Brasil INSCREVA-SE nos cursos on-line: O BRASIL NÃO FOI COLÓNIA e HISTÓRIA DA ORDEM DO TEMPLO NA PENÍNSULA IBÉRICA, ambos com Loryel Rocha.


47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O PAPEL DE LULA NO CONTROLE DA ESQUERDA

Carlos Vereza (2006) no programa Jô Soares afirma uma verdade insofismável: “O Lula é uma cria da USP, das Comunidades Eclesiais de Base e do Gen. Golbery do Couto e Silva”. Confirma um dado important

A MAÇONARIA NO CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO DE 1917

A Maçonaria, lançada oficialmente, em 1717 nasce com uma tripla missão: derrubar a relação entre o Trono e o Altar e implantar a República Maçônica Universal.  Tal missão, em suma, visava simplesmente