• IMUB

PORTA DOS NÓS em Vila Viçosa e Évora

Desde os primórdios do ducado de Bragança, em 1442, os seus titulares aspiraram a guindar-se de forma inequívoca, às superiores esferas do poder, autoproclamando-se detentores de um indefectível CARISMA PROVIDENCIAL. Quanto à isso há inúmeros exemplos paradigmáticos. Um deles pode ser encontrado na PORTA DOS NÓS em Vila Viçosa e Évora.

Quanto a isso, concerne lembrar que o incensado jesuíta Pe.António Vieira, por diversos meios, tentará promover a escamoteada tese do PROVIDENCIALISMO para D. João IV. Ocorre que, tais temáticas inserem-se no âmbito dos assuntos que dialogam com o QUINTO IMPÉRIO e o MESSIANISMO em Portugal. Não há como se pensar no QUINTO IMPÉRIO sem a figura do abade calabrês JOAQUIM DE FIORE, tido como herege por muitos “historiadores” no Brasil . Se Fiore de fato é herege, não deixa de ser no mínimo curioso que um jesuíta esteja a advogar heresias, dado que Viera é um árduo defensor do QUINTO IMPÉRIO.

A história VERDADEIRA de Portugal NUNCA fez parte do currículo das escolas no Brasil.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O PAPEL DE LULA NO CONTROLE DA ESQUERDA

Carlos Vereza (2006) no programa Jô Soares afirma uma verdade insofismável: “O Lula é uma cria da USP, das Comunidades Eclesiais de Base e do Gen. Golbery do Couto e Silva”. Confirma um dado important

A MAÇONARIA NO CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO DE 1917

A Maçonaria, lançada oficialmente, em 1717 nasce com uma tripla missão: derrubar a relação entre o Trono e o Altar e implantar a República Maçônica Universal.  Tal missão, em suma, visava simplesmente