Observatório dos Milenarismos

 

Nossos projetos são focados na Cultura Oral e Simbólica Tradicional dos povos falantes de Língua Portuguesa conjugando criatividade de vanguarda e inovação radical para revitalizar saberes orais e tradicionais de modo interdisciplinar.

Observatório de Messianismos e Milenarismos e Visões Apocalípticas, Proféticas e Utópicas na Esfera da Lusofonia.

São Seus Propósitos Primordiais:

1

A reunião e pesquisa de todo o género de documentos, em qualquer suporte, sua organização e estudo, com vista à salvaguarda e preservação da memória relativa aos messianismos, milenarismos e visões apocalípticas, proféticas e utópicas na esfera da lusofonia.

2

Visa proceder à difusão das fontes e recursos de informação, de qualquer área, material, espiritual ou natural, concernentes à dita temática, mediante a criação dos canais mais consentâneos: designadamente um Centro de Documentação, dotado de um site próprio e de iniciativa editorial.

3

A organização anual de um evento poético, gastronómico e musical, destinado a divulgar as temáticas em apreço e, concomitantemente, a recriar o ideário da fraternidade entre povos e culturas, que lhes está subjacente.

4

Com vista à prossecução dos seus objectivos, o Observatório disporá de todos os recursos humanos e materiais compatíveis e necessários ao adequado desempenho das suas competências.

Competências do Observatório de Messianismos e Milenarismos e Visões Apocalípticas, Proféticas e Utópicas na esfera da Lusofonia:

1

Apoiar a investigação e o exame crítico da bibliografia impressa sobre os messianismos, milenarismos e visões apocalípticas, proféticas e utópicas na esfera da lusofonia, promovendo a edição de catálogos e índices;

2

Incrementar a investigação das fontes manuscritas, impressas, iconográficas, etc., atinentes aos messianismos, milenarismos e visões apocalípticas, proféticas e utópicas na esfera da lusofonia e empreender a digitalização ou microfilmagem sistemática dos acervos existentes em arquivos e bibliotecas nacionais e internacionais, bem como a sua preparação para a investigação científica;

3

Promover a edição, no tipo de suporte tido pelo mais consentâneo, de fontes documentais e iconográficas, estudos, produções literárias, artísticas, ou quaisquer outras de inequívocos interesse e qualidade, no âmbito do seu objecto;

4

Investigar a existência de acervos documentais ou colecções, com interesse para o seu objecto, que se achem em risco de extraviar-se ou serem alienadas e dispersas, sugerindo aos respectivos proprietários ou usufrutuários o seu legado;

5

Inquirir da existência no mercado livre ou na posse de entidades privadas de documentos, espécies bibliográficas, artefactos ou colecções de manifesto interesse, procedendo à sua aquisição, licitando-as, se necessário, em leilão;

6

Permutar com instituições similares documentos, espécies bibliográficas e iconográficas, artefactos, colecções ou informações de inequívoco interesse mútuo;

7

Incrementar, em colaboração com todo o género de instituições, a divulgação da sua vocação junto dos estabelecimentos de ensino de todos os níveis, incentivando a investigação das áreas temáticas abrangidas pelo seu objecto;

8

Suscitar, em colaboração com as entidades competentes, a classificação de bens patrimoniais, bem como propor a aplicação de sanções efectivas aos agentes (públicos ou privados) de crimes ou atentados contra quaisquer bens patrimoniais, classificados ou a classificar no âmbito do seu objecto;

9

Promover e organizar um congresso anual, conferências, mesas redondas, colóquios, seminários, cursos, recitais, concertos, exposições, visitas de estudo, bem como todo o tipo de iniciativas destinadas a promover o conhecimento e a difusão do seu objecto;

10

Canalizar apoios para a produção cultural independente, qualquer que seja a sua forma de expressão, desde que comprovados o seu valor e interesse, no âmbito do seu objecto;

11

Criar o seu próprio site, uma newsletter trimestral e um boletim anual;

12

Suscitar estímulos a programas de investigação individuais e coletivos (académicos ou não) na área dos Estudos sobre os messianismos, milenarismos e visões apocalípticas, proféticas e utópicas na esfera da lusofonia, incluindo a instituição de bolsas e prémios pecuniários anuais, estes destinados a galardoar os trabalhos originais cujo mérito seja reconhecido

topo