• IMUB

PORQUE AS FEMINISTAS QUEREM BANIR AS MULATAS DO CARNAVAL BRASILEIRO

Um dos pilares administrativos da Coroa Portuguesa e que explica seu imenso sucesso na expansão e dilatação da FÉ e do IMPÉRIO era, precisamente, a política de mestiçagem, o cruzamento interracial. Com a palavra Gilberto Freyre (1963):

“A mestiçagem unifica os homens separados pelos mitos raciais. A mestiçagem reúne sociedades divididas pelas místicas raciais e grupos inimigos. A mestiçagem reorganiza nações comprometidas em sua unidade e em seus destinos democráticos pelas superstições sociais”.


O Brasil é um povo de mestiços, projeto da Coroa Portuguesa. Vem de longa data os programas velados do governo brasileiro (iniciados no Império e continuados na República) de DESCONTRUÇÃO DA IDENTIDADE E CULTURA BRASILEIRA. Para tanto, é preciso DESTRUIR A MESTIÇAGEM.

A MESTIÇOFOBIA é um dos pilares da NOM. Há inúmeras variedades dela que vem sendo aplicada sistemática e continuamente ao redor do mundo, tanto por comunistas quanto por globalistas. Veja o vídeo do médico Leão Alves e inteire-se de parte do problema.

Vídeo do médico Leão Alves:

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O PAPEL DE LULA NO CONTROLE DA ESQUERDA

Carlos Vereza (2006) no programa Jô Soares afirma uma verdade insofismável: “O Lula é uma cria da USP, das Comunidades Eclesiais de Base e do Gen. Golbery do Couto e Silva”. Confirma um dado important

A MAÇONARIA NO CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO DE 1917

A Maçonaria, lançada oficialmente, em 1717 nasce com uma tripla missão: derrubar a relação entre o Trono e o Altar e implantar a República Maçônica Universal.  Tal missão, em suma, visava simplesmente